Skip to main content
search

A Greenvolt – Energias Renováveis foi distinguida na 5.º Edição dos Prémios Expresso Economia | Caixa Geral de Depósitos, que reconhecem as empresas que mais contribuíram para a resiliência do País. Recebeu o galardão da Conquista Empresarial do Ano, reflexo do crescimento apresentado no segmento das energias renováveis ao longo de 2022.

Este prémio vem trazer reconhecimento à estratégia diferenciadora que a Greenvolt tem no setor da energia, nomeadamente no que respeita às energias renováveis“, afirmou João Manso Neto ao receber o prémio na cerimónia que teve lugar esta segunda-feira, 12 de dezembro, no Átrio Central do Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos.

Estamos a crescer de forma rápida, tanto cá dentro como lá fora, mas de forma muito sustentada. E sabemos que podemos crescer ainda mais rapidamente pois questões como a independência e a segurança energética passaram a estar no topo das preocupações de todos”, acrescentou o CEO da Greenvolt.

Num universo de 1.000 das maiores empresas elaborado pela Informa DB, e num ranking auditado pela Deloitte, a Greenvolt foi a eleita pela redação do Expresso fruto do rápido crescimento apresentado ao longo de 2022 nos três pilares estratégicos de atuação: a biomassa residual, a promoção de projetos eólicos e solares de grande escala, mas também na geração distribuída de energia.

A par da produção de energia a partir de biomassa, a partir de resíduos florestais e resíduos lenhosos urbanos, em Portugal e no Reino Unido, a Greenvolt é promotora de projetos eólicos e solares fotovoltaicos, com atuação em vários mercados europeus e no mercado americano, com um pipeline de 6,7 GW – com 2,9 GW em estado avançado de desenvolvimento até ao final de 2023.

No segmento estratégico da geração distribuída de energia renovável, a Greenvolt atua nos mercados português e espanhol, tanto no segmento empresarial como no residencial. Conta com mais de 100 MW instalados e em projetos de autoconsumo de energia solar fotovoltaico, trabalhando para reduzir a fatura energética dos seus clientes num contexto de elevados preços no mercado.

Ainda na geração distribuída, a Greenvolt está também presente no desenvolvimento das comunidades de energia, contabilizando atualmente mais de 40 projetos que terão uma capacidade instalada de cerca de 30 MW.